⁠No início, a vida era cinza e monótona, Dias que … Pietro Skobelev

⁠No início, a vida era cinza e monótona,
Dias que passavam sem brilho, sem cor,
Em um mundo onde o tempo se arrasta,
Sem risos, sem encanto, sem amor.

Então, surge ela, em uma manhã silenciosa,
Com um sorriso que ilumina o mais escuro véu,
Seus olhos brilham como estrelas radiosas,
Transformando o cotidiano em um doce carrossel.

Sua presença é um arco-íris em movimento,
Cada palavra sua é um toque de magia,
Em um instante, dissipa todo o tormento,
E a vida se enche de poesia e alegria.

Seu riso, melodia que desperta flores,
Em jardins antes secos, sem vida,
Traz perfumes de sonhos, novos sabores,
Numa dança vibrante, colorida.

Com seu toque, o preto e branco se desmancha,
Nasce um caleidoscópio de emoções,
Onde antes havia só sombra e mancha,
Agora há festa, luzes e canções.

Ela é um farol na neblina densa,
Uma chama que aquece a alma fria,
Com sua bondade e presença imensa,
Transforma tristeza em pura euforia.

Seu espírito é um quadro vivo,
Pintado com cores de amor e bondade,
Cada gesto seu é motivo,
Para celebrar a vida com intensidade.

Assim, onde ela passa, floresce o encantamento,
Um mundo novo surge em sua trilha colorida,
Pois sua essência é puro deslumbramento,
E ao seu lado, tudo se torna vida.

LikedLiked