‘Algo que já poderia acontecer’, diz Gerson Camarotti sobre troca no Ministério de Minas e Energia

Um dia depois do aumento no preço do diesel, o governo trocou o ministro de Minas e Energia. O reajuste dos combustíveis tem sido alvo constante de críticas do presidente; confira o comentário no Bom Dia Brasil. ‘Algo que já poderia acontecer’, diz Gerson Camarotti sobre troca no Ministério de Minas e Energia
O então ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque era um dos últimos remanescentes do primeiro time de ministros do presidente Jair Bolsonaro. A mudança ocorre após recentes críticas do presidente à política de preços da Petrobras estatal ligada a pasta.
Bento Albuquerque indicou o atual presidente da Petrobras. É o terceiro nome do governo a cair em meio às críticas do presidente Bolsonaro sobre a política de preços da estatal. Ele não faz segredo nenhum do desagrado.
Em conversas reservadas com interlocutores e em público, o presidente Jair Bolsonaro chegou a citar na última quinta-feira (5), o ministro Bento Albuquerque e o presidente da Petrobras, José Mauro Ferreira Coelho, ao reclamar de reajuste no preço do diesel para as refinarias.
A mudança foi publicada na edição desta quarta-feira (11), do Diário Oficial. E no documento consta que essa saída foi a pedido.
Recentemente o preço do diesel subiu para as distribuidoras. Por ser um ano de eleição, a alta nos preços do diesel, da gasolina e gás de cozinha pressiona a inflação que está acima dos dois dígitos: 11,3% no acumulado em 12 meses até março.
LEIA MAIS:
Bolsonaro troca comando do Ministério de Minas e Energia
Quem é Adolfo Sachsida, nomeado para o Ministério de Minas e Energia no lugar de Bento Albuquerque
Gerson Camarotti: ‘As pessoas estão identificando esse aumento da inflação ao governo Jair Bolsonaro’
Quem assume o ministério de é o então assessor especial da equipe do ministro Paulo Guedes da economia: Adolfo Sachsida. Que já ocupou outros cargos em diferentes governos. Ele é doutor em economia e advogado.
Gerson Camarotti analisou o assunto. Segundo o comentarista, “pelo movimento do presidente Jair Bolsonaro, já na semana passada, era algo que já poderia acontecer”. O presidente usou a estratégia de que o ministro havia pedido demissão, mas para Camarotti, “na prática, o ministro Bento foi demitido pelo presidente Jair Bolsonaro”.
“Tentativa do presidente Jair Bolsonaro se descolar de um noticiário negativo, e mais do que isso, do impacto negativo do aumento do óleo diesel em relação a sua própria aprovação. Isso tem um efeito direto na inflação”.
Assista ao comentário completo no vídeo acima.

Liked Liked