Autor de parecer contrário ao Festival de Jazz do Capão irá cumprir 140 horas de serviço comunitário

Ronaldo Gomes, autor do parecer contrário à realização do Festival de Jazz do Capão, na Bahia, que buscava recursos da Lei Rouanet, irá prestar 140 horas de serviços comunitários para não ter que responder a uma ação penal do Ministério Público Federal. A decisão foi tomada em audiência na quarta (13) entre as partes. O MPF havia denunciado Ronaldo em setembro.
Leia mais (10/13/2021 – 21h00)

Liked Liked