Bolsonaro insiste em Mendonça porque seu futuro depende dos evangélicos

Duas semanas antes de formalizar a indicação de seu segundo ministro para o STF, Jair Bolsonaro recebeu o diagnóstico de que aquela era uma escolha arriscada. A relação do governo com o Senado andava estremecida, e havia resistências ao nome de André Mendonça até dentro da base aliada. Mesmo assim, o presidente decidiu seguir adiante.
Leia mais (09/15/2021 – 20h24)

Liked Liked