Centro de Ciências da UFJF reabre para visitas do público em Juiz de Fora

Referência nacional em divulgação científica, o espaço é um equipamento de extensão que articula a pesquisa, o ensino e se mantém em permanente diálogo com a sociedade. Centro de ciências da UFJF
UFJF/Divulgação
O Centro de Ciências da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) foi reaberto após dois anos fechado e poderá receber visitas a partir do próximo sábado (14). Segundo a instituição, os interessados devem realizar agendamento prévio no site oficial do local. O acesso é gratuito e os visitantes devem apresentar comprovante de vacinação com, no mínimo, duas doses da vacina contra a Covid-19, além de usarem máscaras adequadas.
Para o diretor do Centro de Ciências e professor do Departamento de Matemática, Marco Escher, a retomada das atividades no local depois da suspensão por conta da pandemia representa uma sensação de preenchimento.
“Esse longo período em que ficamos sem a presença diária das perguntas, questionamentos, dúvidas e curiosidades das pessoas deixou nosso trabalho como se algo estivesse faltando.”
Centro de Ciências
Referência nacional em divulgação científica, o Centro de Ciências é um equipamento de extensão que articula a pesquisa, o ensino e se mantém em permanente diálogo com a sociedade. Desse modo, é reconhecido pelo acolhimento a estudantes de todos os níveis de formação, bem como a população em geral.
Segundo a UFJF, o local conta com exposições, museus e espaços de visitação, com destaque para o Planetário e o Observatório Astronômico. A instituição reforçou ainda que uma das exposições, “Aqui tem Química”, representa atividade de caráter inédito no país, com experimentos interativos que permitem a participação e manipulação pelos visitantes.
Todos os espaços estarão disponíveis para visitação. Entre eles, três exposições: “A célula ao alcance da mão” conta com réplicas em resina e gesso das organelas celulares, órgãos e sistemas do corpo humano; “Vias do coração” combina conteúdo, oficinas, observação de lâminas no microscópio e atividades monitoradas para divulgar o conhecimento sobre o coração e estimular a conscientização a respeito das doenças cardiovasculares; e a mais recente e inédita, intitulada “Aqui tem Química”, com experimentos interativos.
Além disso, compõem o roteiro de conhecimento disponível para os visitantes os museus de Malacologia, com grandes variedades de conchas marinhas e moluscos vivos dentro de aquários e terrários, e o de Arqueologia e Etnologia Americana, que demonstra como os povos pré-colombianos observavam e interpretavam os fenômenos astronômicos.
Escher explicou que toda a equipe responsável pelo Centro de Ciências, composta por técnicos, assistentes administrativos, de segurança, limpeza, direção e mediadores, estava ansiosa para a reabertura.
“Durante todo esse tempo, sentimos a importância e a alegria do que poderia significar esse retorno, de poder desempenhar a real função do local, proporcionando ao público em geral e aos alunos das escolas a experiência desse espaço de conhecimento e vivência da ciência. E agora, a partir de sábado, essa expectativa será preenchida.”
Medidas de biossegurança
Seguindo os protocolos sanitários regulamentados pela Prefeitura de Juiz de Fora e da própria UFJF, os visitantes devem apresentar comprovante de vacinação com, no mínimo, duas doses da vacina contra a Covid-19, além de máscara adequada. No momento da inscrição, o interessado deve também informar suas condições de saúde e se teve contato com pessoas infectadas nos últimos sete dias.
Leia também
UFJF proíbe o uso das áreas de lazer e fecha o estacionamento do campus em Juiz de Fora
VÍDEOS: veja tudo sobre a Zona da Mata e Campos das Vertentes

Liked Liked