Como ultrapassar casos de violência sexual?

O abuso sexual, sublinha Eduardo Sá, é mais frequente do que possa parecer e fica, “sem validade”, guardado na memória. O psicólogo explica o tempo não cura.

LikedLiked