Homem é preso suspeito de bater cabeça de companheira contra a parede e arrastá-la pelos cabelos, em Iporá

Vítima, de 67 anos, disse que companheiro já tinha se gabado de que teria matado uma mulher em outro estado. Mulher ficou com cortes e escoriações em várias partes do corpo. Mulher de 67 anos fica com joelhos ralados após agressão do companheiro em Iporá
Polícia Civil/Divulgação
Um homem de 33 anos foi preso suspeito de bater a cabeça da esposa contra a parede e arrastá-la pelo cabelo em Iporá, região oeste de Goiás. A vítima, de 67 anos, teve vários ferimentos e cortes pelo corpo. A mulher contou que o agressor já tinha se gabado anteriormente de que teria matado uma mulher em outro estado.
A Polícia Militar foi à casa da vítima na segunda-feira (13) após denúncias de que ela estava sendo agredida. Ao chegar, prenderam o homem em flagrante e o levaram à delegacia.
O nome do suspeito não foi divulgado. Com isso, o G1 não conseguiu identificar a defesa do preso até a última atualização dessa reportagem.
“Ele chegou embriagado em casa, pegou a cabeça da vítima e bateu contra uma parede. Depois a arrastou pelos cabelos, fazendo com que ela tivesse diversas escoriações pelo corpo, especialmente nos tornozelos e joelhos. Ele a agrediu também no supercílio, resultando em um corte bastante grande”, disse o delegado Igor Dalmy.
Atenção: imagem forte
G1
Mulher de 67 anos fica com corte e rosto ensanguentado após agressão, em Iporá, Goiás
Polícia Civil/Divulgação
O homem foi autuado em flagrante por lesão corporal qualificada e também por dano, já que durante a agressão, ele quebrou eletrodomésticos da casa. Depois de ser interrogado, o suspeito foi encaminhado para o presídio.
A Polícia Civil informou que ainda não está confirmado que o suspeito tenha matado uma mulher no Mato Grosso, como chegou a afirmar à vítima. Ainda será investigado se o crime passará de lesão corporal para tentativa de feminicídio.
Veja outras notícias da região em G1 Goiás.
VÍDEOS: últimas notícias de Goiás

Liked Liked