Ministério envia para CPI parecer contra uso de remédios do ‘kit Covid’ em pacientes hospitalizados

Material foi enviado em resposta a um requerimento do senador Humberto Costa (PT-PE), um dos titulares da comissão. Documento é uma nota técnica do Conitec que ainda está em consulta pública e pode ser adotada como recomendação do Ministério da Saúde. Cloroquina e Hidroxicloroquina não têm eficácia comprovada contra a Covid
Reprodução/TV Globo
Em um documento enviado à CPI da Covid, o Ministério da Saúde informou que os medicamentos cloroquina, hidroxicloroquina, azitromicina e ivermectina não devem ser utilizados em pacientes hospitalizados por causa da Covid-19.
O documento é uma nota técnica da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias do Sistema de Saúde (Conitec), e foi enviado em resposta a um requerimento do senador Humberto Costa (PT-PE). No documento, Costa solicitou informações sobre o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas relativas ao tratamento da Covid-19.
‘Essa mentira mata’, diz microbiologista à CPI sobre cloroquina
AMB diz que uso de cloroquina e outros remédios sem eficácia contra Covid-19 deve ser banido
Hidroxicloroquina não deve ser usada como prevenção contra a Covid, indica diretriz da OMS
Segundo a Conitec, os medicamentos do chamado kit covid foram testados e não mostraram benefícios clínicos.
“Alguns medicamentos foram testados e não mostraram benefícios clínicos na população de pacientes hospitalizados, não devendo ser utilizados, sendo eles: hidroxicloroquina ou cloroquina, azitromicina, lopinavir/ritonavir, colchicina e plasma convalescente. A ivermectina e a associação de casirivimabe + imdevimabe não possuem evidência que justifiquem seu uso em pacientes hospitalizados, não devendo ser utilizados nessa população”, diz o documento.
Essas diretrizes, conforme indica a nota, foram aprovadas por unanimidade pelos membros da Conitec em maio e “devem ser seguidas nos serviços de saúde, públicos ou privados, que prestam atendimento a pacientes diagnosticados com Covid-19”.
Trajetória do documento
Em maio, um grupo técnico formado a convite do Ministério da Saúde elaborou um documento preliminar com orientações contra o uso da cloroquina, azitromicina, ivermectina e outros medicamentos sem eficácia no tratamento da Covid-19 em pacientes hospitalizados por causa da doença.
Esse material foi apresentado ao Conitec e está atualmente em consulta pública. Após ser concluída a tramitação, as diretrizes devem ser repassadas como orientação pública sobre o uso do medicamentos.
A Organização Mundial da Saúde (OMS) vem alertando desde o segundo semestre do ano passado que a cloroquina, hidroxicloroquina e azitromicina não tem eficácia comprovada contra a Covid-19 e podem provocar efeitos colaterais.
VÍDEOS: mais vistos do G1 nos últimos dias

Liked Liked