Moradores fecham rodovia na fronteira do Brasil com a Venezuela após morte de comerciante

Município no Norte de Roraima registra tumultos desde a manhã desta quinta-feira (25). Djalma Alves Lobo, de 51 anos, morreu após ser esfaqueado no peito durante um assalto na noite dessa quarta-feira (24). Moradores fecham BR-174 em Pacaraima durante protesto por morte de comerciante
Reprodução/Instagram/pacaraima_noticias
Manifestantes fecharam no final da tarde desta quinta-feira (25) a entrada de Pacaraima, cidade na fronteira do Brasil com a Venezuela, pela BR-174. O ato ocorre em protesto pela morte do comerciante Djalma Alves Lobo, de 51 anos, esfaqueado no peito durante um assalto na noite dessa quarta-feira (24).
Equipes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros acompanham a manifestação. O g1 procurou a Polícia Rodoviária Federal e aguarda retorno.
Desde o início da manhã desta quinta-feira, o município registra tumulto e atos de violência contra venezuelanos. Fogos de artifício chegaram a ser disparados contra migrantes em uma rua próxima a base da Operação Acolhida. Vídeos mostram diversas pessoas, incluindo crianças, fugindo em direção ao abrigo.
Segundo o prefeito de Pacaraima, Juliano Torquato (Republicanos) uma equipe da prefeitura acompanhando o protesto e que está em contato com a Secretaria de Segurança Pública para se manter informado do andamento do protesto.
“Eles fecharam, mas ainda não tenho informações se vai permanecer fechado, mas está fechado e sem o tráfego até o momento”, disse o prefeito.
*Esta matéria está em atualização. Aguarde para mais informações.

Liked Liked