Moradores relatam tremor de terra em Guaimbê

Essa é a segunda vez no ano que o abalo sísmico é sentido por moradores na cidade. Centro de Sismologia da USP confirmou o tremor, de magnitude de 3.6. ÁUDIO: Moradora de Guaimbê (SP) relata tremor de terra e diz que TV quase caiu e cama saiu do lugar
Moradores de Guaimbê relataram nas redes sociais tremores de terra na madrugada desta quarta-feira (15).
A ocorrência foi registrada pelo Centro de Sismologia da USP. Segundo a USP, a Rede Sismográfica Brasileira registrou o tremor de terra, de magnitude de 3.6, com epicentro em Dracena (SP), às 6h09. O abalo foi sentido entre Júlio Mesquita e Lins.
Tremor de terra em Guaimbê (SP) foi registrado pelo Centro de Sismologia da USP; magnitude foi de 3.6, com epicentro em Dracena (SP)
Reprodução
Moradora relatou tremor de terra de intensidade moderada em Guaimbê no site do Centro de Sismologia
Centro de Sismologia da USP/ Reprodução
Moradores comentaram no Facebook que sentiram o tremor. Um dos internautas escreveu “Pensei que a casa estava caindo aqui”, outro disse que acordou com a cama mexendo e uma moradora contou que correu para rua ainda de pijama.
Moradores contaram nas redes sociais que sentiram tremor de terra em Guaimbê
Reprodução/Facebook
Essa é a segunda vez neste ano que tremores são sentidos em Guaimbê. Em março, o Centro de Sismologia da USP registrou um tremor de terra de magnitude 3.0. Segundo a instituição, o fenômeno é considerado pequeno e raramente causa danos.
Outro tremor em Guaimbê foi registrado pelo Centro de Sismologia da USP em março deste ano
Centro de Sismologia da USP/ Reprodução/ Arquivo
Outros casos
No ano passado, Tupã, também na região de Marília, registrou um tremor um pouco menor, de 2,4 a 2,5 de magnitude. O fenômeno também foi registrado pelo Centro de Sismologia da USP e pelo Observatório de Sismologia da Universidade de Brasília (UNB).
Na época, o professor do Observatório Marcelo Peres Rocha explicou que esses tremores de baixa magnitude são resultados da acomodação de placas tectônicas.
A cidade também registrou um tremor semelhante em 2018, de magnitude 2,8. Na época, um morador da cidade fez um registro ao vivo do fenômeno, que também foi sentido por moradores de Bastos e Herculândia. O Corpo de Bombeiros de Tupã recebeu mais de 100 ligações de pessoas assustadas sem saber o que tinha acontecido.
Moradores relatam nas redes sociais tremor de terra em Guaimbê
Reprodução/Facebook
VÍDEOS: Assista às reportagens do centro-oeste paulista
Veja mais notícias do G1 Bauru e Marília

Liked Liked