Pancadões registram jovens aglomerados e sem máscaras nesta terça-feira em vários pontos de São Paulo

Polícia Militar tentou dispersar o público durante a madrugada na Zona Leste de SP, mas festa clandestina migrou para ruas do entorno da região de Artur Alvim. Baile Funk na região de Artur Alvim, na Zona Leste da capital paulista, por volta das 7h30 desta terça-feira (12)
Reprodução/Globocop
Uma multidão de jovens aglomerados, sem máscara ou qualquer outra medida de proteção contra Covid-19, foi registrada em Artur Alvim, na Zona Leste de São Paulo, na manhã desta terça-feira (12).
Durante a madrugada, moradores capturaram imagens de quando policiais militares tentam dispensar o público da Avenida Aldeia Manuel Antonio, na Vila Nhocuné. No entanto, a festa clandestina não foi interrompida, mas migrou para a Rua São Vitório e a Rua Esperantinópolis, vias próximas da primeira festa.
Aglomeração registrada em Artur Alvim, na Zona Leste da capital, nesta terça de feriado
Reprodução/Globocop
Também foram registrados pancadões no Baile da 17, tradicional de Paraisópolis, na Zona Sul, e na Brasilândia, Zona Norte da capital.
Em nota, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) disse que realiza a operação Paz e Proteção em todo o estado, principalmente aos finais de semana, com objetivo de evitar a formação aglomerações em festas. “Os locais são mapeados e, dentro do critério técnico, direcionadas as viaturas para impedir sua instalação. Quando já iniciado, a PM mantém o policiamento nas imediações para evitar crimes e garantir a segurança dos moradores do entorno, como ocorre na manhã de hoje em Itaquera”.
De acordo com o órgão, somente neste ano já foram realizadas mais de 34 mil operações do tipo, que resultaram na prisão de 15 mil pessoas, sendo mais de 3,5 mil procurados pela PM.
Rua tomada por jovens sem máscara na Zona Leste da capital paulista
Reprodução/Globocop
Enquanto o Globocop sobrevoava a região onde ocorriam os pancadões na Zona Leste, apenas uma viatura da polícia foi vista, mas esta não estava circulando nas redondezas onde havia concentração de pessoas.
Vacinação contra Covid-19 em SP
Apesar do estado de SP ter atingido a marca de 80% da população adulta com esquema vacinal completo (duas doses ou dose única) contra a Covid-19 nesta segunda-feira (11), a imunização diminui a gravidade dos sintomas das pessoas infectadas pelo vírus, mas não o impede de circular e infectar novos organismos.
VÍDEOS: Veja mais sobre SP e Região Metropolitana

Liked Liked