Pedra fundamental da ponte binacional Brasil-Paraguai em MS deve ser lançada em dezembro

A ponte vai ligar as cidades de Porto Murtinho (BR) e Carmelo Peralta (PY) no complexo da Rota Bioceânica que vai conectar os oceanos Atlântico e Pacífico. Projeto vai cruzar o Rio Paraguai entre Brasil e Paraguai.
Divulgação/GovernoMS
A pedra fundamental da ponte entre a cidade brasileira de Porto Murtinho (MS) e o município de Carmelo Peralta, no Paraguai, deve ser lançada no dia 13 de dezembro. A estrutura é considerada a principal obra da Rota Bioceânica.
A data foi confirmada durante reunião entre o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja com o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, no consulado paraguaio, em Brasília, na quarta-feira (24).
A pedra fundamental deve ser inaugurada no lado paraguaio da ponte, que faz parte da Rota Bioceânica que ligará os oceanos Atlântico e Pacífico. Um dos objetivos da obra é facilitar o comércio exterior e a importação de produtos entre países.
“Enquanto não tem a ponte muitas vezes você tem que fazer o tráfego por barcaças, tendo construída a ponte você tem ali uma rota realmente concluída. O início das obras é fundamental para o cumprimento dos prazos e do cronograma”, destaca o governador de MS, Reinaldo Azambuja.
Definida data para início das obras da ponte sobre o rio Paraguai em MS
A Ponte Bioceânica entre Porto Murtinho e Carmelo Peralta vai cruzar o Rio Paraguai e terá um comprimento de 680 metros, duas pistas de rolagem de veículos de passeio e caminhões, com 12,5 metros de largura. Além disso, terá duas passagens nas laterais, com 2,5 metros cada para o trânsito de pedestres e ciclistas.
Construída por meio do consórcio Paraguai-Brasil, a obra tem um orçamento de quase meio milhão de reais. A partir do lançamento da pedra fundamental, as empresas Tecnoedill Constructora S.A, Cidade Ltda e Paulitec Construções terão 3 anos para concluir o empreendimento.
Veja vídeos de Mato Grosso do Sul:

Liked Liked