Tabatinga suspende vacinação da Covid após pane elétrica que deixou doses sem refrigeração

Problema aconteceu na noite de terça-feira (20); prefeitura ainda não informou quantas doses havia na câmara fria e se as vacinas de dois fabricantes foram perdidas. ‘No-break’ falhou e BO foi registrado. A Prefeitura de Tabatinga (SP) anunciou nesta quarta-feira (21) a suspenção da vacinação contra a Covid-19 na cidade após uma pane elétrica na câmara de armazenamento de vacinas na madrugada de terça-feira (20).
Segundo a Diretoria de Saúde, mesmo com a pane elétrica não houve o acionamento do “no-break”, sistema com duas baterias que suportam cerca de 48 horas sem energia, e nem do alarme que faz ligações para três diferentes números de telefone para informar o aumento na temperatura.
Confira os números da pandemia de Covid-19 no centro-oeste paulista
A prefeitura aguarda a análise das doses para saber se elas foram ou não perdidas. O resultado deve sair na manhã desta quinta-feira (22).
As doses eram das vacinas CoronaVac e Oxford-AstraZeneca e seriam destinadas para a primeira dose do público com mais de 30 anos, com previsão de início da aplicação para esta quarta-feira (21).
A Diretoria de Saúde informou ainda que foi registrado um boletim de ocorrência, já que a câmara para as vacinas foi adquirida recentemente e está no prazo de garantia.
Segundo a prefeitura, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) foi notificada do problema. Em nota, a SES informou que “é responsabilidade das prefeituras a retirada, o transporte e armazenamento em temperatura adequada das doses”.
A nota diz ainda que a prefeitura foi informada dos procedimentos a serem adotados, que incluem a notificação da alteração ao Ministério da Saúde. O texto afirma que “a conduta em relação à utilização ou inutilização das doses é definida exclusivamente pelo órgão federal”.
VÍDEOS: assista às reportagens da região
Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília.

Liked Liked