‘Tropa de Elite’, ‘Vingadores’, ‘Minha mãe é uma peça’, ‘Parasita’: os 15 filmes mais marcantes em 15 anos de G1

G1, portal de notícias da Globo, completa uma década no ar neste sábado (18). VÍDEO resume quais foram os principais filmes desde 2006, um por ano. G1 15 anos: Os 15 filmes que se destacaram no cinema
Em 15 anos, a história do cinema foi sacudida muitas vezes. E muitos filmes, de ação, comédia, animação, futurísticos e de todas as partes do mundo, marcaram também o coração dos fãs. No vídeo acima e na lista abaixo, o G1 mostra os 15 filmes que representam os últimos 15 anos.
Nós cruzamos lista de vencedores do Oscar (“Parasita”, “Moonlight”), mais vistos no Brasil (“Se eu fosse você”, “Minha mãe é uma peça”), no mundo (“Avatar”, “Vingadores”, “Toy story 3”), selecionados pra representar o Brasil no Oscar. E quando mesmo assim o filme do ano não era lá grande coisa, a gente escolheu com o coração (“Relatos Selvagens”) porque ninguém é de ferro, né?
O G1, portal de notícias da Globo, completa uma década no ar neste sábado (18). Para celebrar o aniversário, a editoria de Pop & Arte publica nesta semana vídeos e listas com as séries, músicas, filmes e novelas mais importantes desde 2006.
2006: ‘Se eu fosse você’
Tony Ramos e Glória Pires em cena do filme ‘Se eu fosse você’
Reprodução/Globo
A gente começa essa lista com um sucão de Brasil: Tony Ramos, Glória Pires, um humor bem brasileirinho e casal que troca de corpo. Não tinha como “Se eu fosse você” dar errado.
Mas quase deu. Teve problemas na escalação, estreou dando prejuízo, mas ganhou de virada e se tornou o filme brasileiro mais visto em 2006.
Confira o trailer do filme ‘Se Eu Fosse Você’
E você sabe que o filme fez sucesso quando ele ganha sequência. “Se eu fosse você 2” estreou em 2009 e é a uma das comédias brasileiras mais vistas da história.
2007: ‘Tropa de Elite’
Cena do filme ‘Tropa de Elite’
Universal/Divulgação
Em 2007, era difícil encontrar alguém que ainda não tivesse visto “Tropa de Elite”. E isso antes mesmo do filme ser lançado.
Dirigido por José Padilha e estrelado por Wagner Moura, o filme superou um dos vazamentos mais infames do cinema nacional, se tornou uma das maiores bilheterias brasileiras da história e marcou uma geração com seus bordões inesquecíveis.
2008: ‘Batman: O Cavaleiro das Trevas’
Personagem Coringa no filme ‘Batman: O Cavaleiro Das trevas’, de 2008; Michael Pinheiros diz que foi fantasiado assim ao BGS onde alega ter sido torturado por seguranças do evento em SP
Reprodução/Filme ‘Batman – O Cavaleiro Das Trevas’
A gente pode até fingir aqui que “O Cavaleiro das Trevas” tem muitos méritos, e até tem mesmo, mas o que todo mundo sempre vai lembrar é do Coringa de Heath Ledger. Tanto que o australiano recebeu um raro Oscar póstumo pelo papel.
Não tem transformação, risadinha, choro ou dancinha de Joaquin Phoenix que supere a lenda que foi o Heath Ledger, me desculpem fãs.
2009: ‘Avatar’
Cena de ‘Avatar’
Divulgação
Tem gente que ama, tem muita gente que odeia, mas nada disso importa. “Avatar” foi o grande acontecimento do cinema antes dos Vingadores existirem. E esses dias até recuperou seu posto como a maior bilheteria de todos os tempos.
Era o tipo de filme que você precisava ver no cinema, muito bonito, um marco mesmo – por mais que a história não fosse lá essas coisas. Agora vão vir mais três sequências. Será que elas vão repetir o sucesso? Fica aí o questionamento.
2010: ‘Toy Story 3’
Cena de ‘Toy story 3’
Reprodução
Quem não chorou na famosa cena da fornalha pode ir verificar os sinais vitais, porque ou está morto ou é um robô.
O terceiro filme de Woody, Buzz e seus amigos podia ser o final emocionante e perfeito que os brinquedos merecem – tanto que dá quase para esquecer que o 4 existiu.
2011: ‘Harry Potter e as relíquias da morte – Parte 2’
Ron Weasley (Rupert Grint), Hermione Granger (Emma Watson) e Harry Potter (Daniel Radcliffe) em ‘Harry Potter e as relíquias da morte – Parte 2’
Divulgação
A saga Harry Potter começou com os bruxinhos pequeninos e fofinhos e terminou mais madura. Alguns diriam até que mais sombria.
Faz 10 anos que ele estreou e levou filas de criança, jovem, adulto, cosplayers pros cinemas do mundo inteiro. E tem tudo ali: é emocionante, visualmente incrível, atuações boas.
2012: ‘Os Vingadores’
Thor e o Capitão América em cena da batalha final do filme ‘Os Vingadores’
Marvel
Bom, quem esteve vivo nos últimos anos pode até não gostar, mas é impossível negar o poder dos heróis da Marvel nos cinemas.
Essa jornada até começou em 2008, com o primeiro “Homem de Ferro”, mas foi o encontro de Tony Stark, Capitão América, Thor, Hulk, Viúva Negra e Gavião Arqueiro que provou que esse universo integrado era mesmo possível.
2013: ‘Frozen’
Cena de ‘Frozen: Uma aventura congelante’
Divulgação
“Frozen” se tornou um fenômeno cultural. Todo mundo cantou ou ouviu alguém cantar “Let it go”. Fazer a Elsa virou sinônimo de dar um gelo e toda vez que neva (ou chove granizo) no Rio Grande do Sul, as pessoas não fazem mais boneco de neve, elas fazem o Olaf.
Foi nessas que “Frozen” levou dois Oscars e se tornou o filme mais visto no mundo em 2013.
2014: ‘Relatos Selvagens’
Erica Rivas em cena de Relatos Selvagens
Divulgação
São 6 histórias urbanas que misturam terror, ação, vingança, faroeste, meio que tudo junto. E todas têm aquele humor sarcástico que os nossos vizinhos argentinos sabem fazer muito bem.
Assista ao trailer de ‘Relatos selvagens’
O filme fez o maior sucesso na Argentina, no Brasil e no mundo inteiro e não chegou a ganhar o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, mas nos nosso corações merece a presença – especialmente em um ano sem grandes exemplos.
2015: ‘Star Wars: O despertar da Força’
Carrie Fisher em ‘Star Wars – O Despertar da Força’ (2015).
Divulgação/Lucas Film
Dez anos depois do fim da segunda trilogia, a saga “Star Wars” voltou com toda a força (hãn? hãn?) com “O despertar da Força”.
‘Star Wars: o despertar da Força’: veja análise de principais spoilers da trama
Os filmes seguintes podem até ter dividido muito as opiniões por aí, mas o primeiro deles, dirigido por JJ Abrams, dominou bilheterias ao misturar homenagem e novos elementos na dose certa.
2016: ‘Aquarius’
Filme ‘Aquarius’ será exibido nesta terça-feira (10), no Sesc Thermas de Presidente Prudente
Divulgação
Aquarius é um filmão do Kleber Mendonça Filho. É uma reflexão política com conflitos raciais e sociais, bem a cara do cinema do Kleber. E tem a Sônia Braga de protagonista.
Kleber Mendonça Filho e Sonia Braga falam de ‘Aquarius’
E ele merecia a presença na lista, né? “O som ao redor” ainda não é tão conhecido e “Bacurau” infelizmente saiu em um ano com muitos grandes concorrentes. Mas “Aquarius” é um representante à altura.
2017: ‘Moonlight’
Os atores Mahershala Ali e Alex R. Hibbert em cena de ‘Moonlight’
Divulgação
“Moonlight” é um dos melhores filmes dos últimos anos com tranquilidade, e mais do que merecia ganhar a categoria principal do Oscar de 2017.
‘Moonlight’ leva o Oscar após erro no anúncio da vitória de ‘La La Land’
Infelizmente, mais do que ser lembrado por sua visão sensível de questões raciais e sexualidade, o filme de Barry Jenkins entrou para a história por causa da confusão no anúncio de sua vitória.
2018: ‘Vingadores: Guerra Infinita’
Filme ‘Vingadores: Guerra Infinita’
Reprodução/trailer
Sim, os Vingadores estão de volta à lista, mas seria impensável fingir que os dois últimos filmes da equipe, que encerra o primeiro grande arco da Marvel nos cinemas, nunca existiram.
‘Vingadores: Guerra Infinita’ é o grande final de 10 anos da Marvel, diz Chris Pratt
“Guerra Infinita” reuniu mais uma vez os maiores heróis da editora para enfrentar uma grande ameaça em comum e terminou da forma mais impensável para o gênero: a morte de metade do universo.
2019: ‘Minha mãe é uma peça 3’
Paulo Gustavo e Rodrigo Pandolfo em ‘Minha mãe é uma peça 3’
Divulgação
2019 foi um grande ano para o cinema. “Vingadores: Ultimato” se tornou o segundo filme mais visto da história. No Brasil, tivemos um concorrente de peso: “Minha mãe é uma peça 3”, o filme mais sensível da trilogia do saudoso Paulo Gustavo como Dona Hermínia.
A comédia bateu de frente com a Marvel para impedir que os heróis dominassem de vez a nossa lista. Afinal, estamos falando aqui apenas da maior bilheteria de um filme nacional de todos os tempos.
2020: ‘Parasita’
Cena de ‘Parasita’
Reprodução
E como esta lista é tudo, inclusive eclética, tem até filme coreano! Claro, o fenômeno que foi “Parasita” ajuda demais.
O filme de Bong Joon-Ho conquistou o mundo com sua sátira, mais do que universal, sobre relações de classe – e se tornou a primeira produção em língua estrangeira a ganhar o Oscar de melhor filme.
Trailer de ‘Parasita’
E você, concorda? Quer jogar tomate na gente? Amou? Conta aí pra gente nos comentários.

Liked Liked