Uberlândia e Ituiutaba registram mortes por dengue

Dados são do boletim da SES-MG divulgado na quarta (22); informativo também trouxe notificações de casos prováveis de chikungunya e zika nas demais cidades do Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste. Aedes aegypti, foto de arquivo
Getty Images
Mais duas morte causadas pela dengue foram registrada na região do Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas, segundo o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) divulgado na quarta-feira (22). As vítimas são de Uberlândia e Ituiutaba.
As regiões somam 29.502 casos prováveis da doença desde o início de 2022. De acordo com o informativo, em 2022 já foram registradas 3 mortes em Uberlândia, 2 em Ituiutaba, 1 em Araguari e 1 em Patos de Minas.
O boletim registrou, ainda, 207 notificações de chikungunya e 15 de zika. Veja abaixo os dados detalhados.
BOLETIM ANTERIOR: Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste registram mais de 700 novos casos prováveis em uma semana
Dengue
Patos de Minas é o município com mais registros desde o início do ano, com 3.778. A 2ª com maior número de notificações ainda é Frutal, com 3.596 casos prováveis. Uberlândia é a 3ª, com 3.295 registros desde o início de 2022. Uberaba é a 4ª com 2.237.
Casos prováveis de dengue de 1º de janeiro a 21 de junho de 2022
Chikungunya e zika
De acordo com a SES-MG, foram notificados 207 casos prováveis de chikungunya.Quanto à zika, as regiões têm 15 casos notificados.
Casos prováveis de chikungunya entre 1º de janeiro e 21 de junho de 2022
Minas Gerais
Em todo o estado, a SES-MG informou total de 84.719casos prováveis de dengue, sendo 47.552 confirmações. Vinte e sete mortes foram confirmadas e 50estão em investigação.
Em relação à chikungunya, são 7.381 casos prováveis e 3.438 confirmados, com uma morte em investigação. Quanto a zika, o informativo contabilizou 77 notificações e 15 confirmações.
VÍDEOS: veja tudo sobre o Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas

Liked Liked