Vídeo mostra resgate de jararaca em casa de SC: ‘Dá uma adrenalina porque o bicho tem peçonha’, diz biólogo

Duas cobras da mesma espécie foram encontradas em áreas externas de residências em Jaraguá do Sul. Jararaca reage durante resgate em SC
No mesmo dia em que uma mulher de 59 anos foi internada após levar várias picadas de uma jararaca no jardim de uma casa em Ibirama, no Vale do Itajaí, outras duas cobras da mesma espécie foram resgatadas em áreas externas de residências em Jaraguá do Sul, no Norte catarinense, na segunda-feira (22).
Um vídeo gravado durante o resgate de uma jararaca adulta, que dormia sobre as lenhas que estavam em uma casa, é possível verificar a reação agitada do animal (assista acima).
Antes de pegar a serpente com a pinça de resgate, o biólogo Christian Raboch chega a falar para os moradores que “não vai dá para dar bobeira, não”. Ele conta que precisou subir em uma mesa para retirar o animal do local.
No outro resgate, uma serpente filhote da mesma espécie foi encontrada no quintal de uma casa. Os dois animais foram soltos em área de mata, e longe da cidade, após os resgates.
Filhote de jararaca foi resgatado em Jaraguá do Sul (SC)
Christian Raboch/ Arquivo Pessoal
LEIA MAIS
Mulher é atacada após levar picadas de jararaca no jardim de casa em SC e precisa ser internada em hospital
Cobra é encontrada dentro de vaso sanitário em sítio de SC
Você viu? Veja espécies de cobras mais perigosas já encontradas em SC
Entenda por que cobras têm aparecido em áreas urbanas de SC
O que fazer em caso de picada?
Caso seja picado por uma cobra, não se deve amarrar o local. Segundo o biólogo Christian Lempek, o torniquete pode aumentar o risco de necrosar o local e resultar até em amputação;
Não se deve cortar o local, fazer perfurações ou sucção;
O local da picada deve ser lavado com água e sabão;
A vítima deve ser levada o mais rápido possível ao hospital;
É importante tentar identificar a serpente (pode ser por foto, se possível), pois isso facilitará a escolha do soro antiofídico a ser aplicado.
Onde ligar
Entre em contato com os Bombeiros (193) ou com a Polícia Ambiental da sua cidade (190);
Em caso de acidente com serpente, entre em contato com o Samu (192), os Bombeiros (193) ou se dirija ao hospital público mais próximo;
Em caso de dúvidas ou orientações sobre procedimentos de primeiros socorros, ligue para o Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Santa Catarina (CIATox/SC), pelo telefone: 0800 643 5252.
Moradores de Jaraguá do Sul podem ter atendimento na Fujama pelo telefone (47) 3273-8008, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h.
VÍDEOS: mais assistidos do g1 SC nos últimos 7 dias
Veja mais notícias do estado no g1 SC

Liked Liked