Chapa ‘Evolução: Ação Ufopa’ propõe humanização e valorização de servidores e estudantes dentro da Universidade

g1 conversou com o candidato à reitoria da Ufopa, Jarsen Guimarães, que expôs propostas sobre quatro temas e respondeu a uma pergunta formulada por um acadêmico. Candidata a vice-reitora é Flávia Garcez. Candidatos a reitoria da Ufopa pela chapa 1: Jarsen Guimarães (reitor) e Flávia Garcez (vice)
Divulgação
O g1 iniciou na terça-feira (23) a rodada de entrevistas com os candidatos e candidatas à reitoria da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) para o quadriênio 2022-2026. A ordem foi definida por sorteio em conjunto com a TV Tapajós.
Compartilhe esta notícia no WhatsApp
Compartilhe esta notícia no Telegram
O segundo candidato é o professor Dr. Jarsen Guimarães, da chapa “Evolução: Ação Ufopa”, que tem como candidata a vice-reitoria a professora Dra. Flávia Garcez.
As propostas da chapa 1 para o quadriênio 2022-2026 são centradas na humanização e valorização das pessoas no ambiente de trabalho, na qualidade de vida dos servidores e acadêmicos dentro da instituição.
“Um trabalhador valorizado se torna mais eficiente. Os servidores da Ufopa são os melhores possíveis, então se nós conseguirmos estimular, não é só ele que vai ganhar, mas a instituição também. Assim nós poderemos oferecer mais ao nosso público, à nossa comunidade. A Universidade é principalmente o ser humano, e o ser humano precisa ser valorizado”, disse.
Confira o currículo do candidato Jarsen Guimarães
Confira o currículo da candidata Flávia Garcez
Propostas por temas
Assim como a ordem das entrevistas, os temas/perguntas foram definidos por sorteios: infraestrutura, orçamento e gestão, expansão da universidade, ensino, pesquisa e extensão, além de uma pergunta formulada pela comunidade acadêmica.
VÍDEO DA ENTREVISTA JT1
Infraestrutura
Quanto à proposta de expansão da infraestrutura dos campi em Santarém e demais municípios, o candidato disse que pretende humanizar o ambiente de trabalho e oferecer mais qualidade de vida às pessoas.
“Temos visto que o aluno vai para instituição, senta no banco e volta pra casa. Nós precisamos integrar o aluno à instituição. O primeiro passo, que visualizamos com a nossa equipe do orçamento e construção, é um espaço de ecovivência para os nossos discentes, que contempla quadras, concha acústica, redários, vestiários, uma pista de caminhada”, disse o professor doutor.
Ainda com relação à infraestrutura, a proposta é dar continuidade a construção das salas de aula e tornar os laboratórios de ensino rotativos e multiuso, para que em nenhum momento esses espaços fiquem ociosos.
“Vamos dar continuidade aos laboratórios de pesquisa, fazer editais, para atender aos pesquisadores que estão na Ufopa. Nossa ideia é que a universidade seja gerida não para grupos, mas que tenha a participação de todos”.
Orçamento e gestão
Perguntado sobre que providências tomaria para melhorar a Ufopa e equilibrar as contas frente aos cortes que as universidades federais sofreram, o candidato disse que mesmo com recursos escassos buscaria atender o máximo das necessidades.
“A Ufopa tem um orçamento de R$ 210 milhões, 68% é para o pagamento de mão de obra e o restante é para capital e custeio. A instituição tem investido muito em obras, só que estão sendo entregues inacabadas. Esse é um ponto, precisamos atuar nessa fiscalização. O dinheiro de custeio tem ido para as empresas de manutenção, e as obras nem acessibilidade tem. Precisamos de um uso racional e ordenado dos recursos que temos”, explicou Jarsen.
O professor ressaltou também que são necessárias parcerias para que a universidade avance. Segundo ele, esse é o grande papel do reitor, buscar parcerias no âmbito local, regional e nacional, atrair recursos sem institucionalizar partidos políticos.
Expansão da universidade
Com relação a chegada de novos cursos à universidade e a necessidade de corpo docente e espaço adequado, Jarsen disse que adotará a estratégia de fortalecer o multicampi, que está enfraquecido devido a falta de professores.
“O primeiro passo é manter os professores que já estão na Ufopa e levar professores substitutos. Nós não podemos levar novos cursos enquanto os campi não estiverem fortalecidos, então a nossa ideia é levar ‘cursos rotativos’, que já existem na sede e são de interesse dos outros municípios. Os municípios farão um levantamento e nos trarão as demandas, depois será levantada a possibilidade desses cursos serem implementados nesse outro campi, de acordo com a realidade local”, esclareceu o candidato.
Jarsen ressalta que é importante a presença da reitoria nos multicampi, para isso a proposta é que seja disponibilizada uma lancha para facilitar esse deslocamento.
Ensino, pesquisa e extensão
Questionado sobre a Ufopa ofertar mestrado, doutorado e ser referência como polo de pesquisa, Jarsen explicou que sua proposta para fomentar a pesquisa na instituição é transformar os cursos de mestrado e doutorado em programas.
“Teremos dois comitês gestores na instituição: o acadêmico, que vai desburocratizar todo processo de ensino, pesquisa e extensão, composto por pessoas da unidades acadêmicas e administrativas, e o comitê gestor administrativo, que tratará não só dos recursos da instituição, mas também de todo o planejamento que já existe, observando os entraves e pensando em soluções”, disse o candidato.
Ainda sobre o tema, Jarsen contou que pretende investir mais em ensino, pesquisa e extensão.
Pergunta do acadêmico
Gostaria de saber qual o seu posicionamento sobre os campi fora de sede. Quais melhorias propõe, principalmente, sobre a construção do campi em Monte Alegre, que estava marcada para janeiro de 2021 – Lucy.
“Já foi aprovado no conselho da universidade a construção, o início das obras de Monte Alegre. Nós vamos dar continuidade, não só em Monte Alegre, mas buscar no período de quatro anos, fazer o máximo por esses campi. Visitei Monte Alegre, e observei que o custo que se precisa, não é tão grande. É mais vontade”, respondeu o candidato à reitoria.
Considerações e mensagem
“A chapa 1 quer qualidade! Crescimento é, simplesmente, quantidade. Evolução está relacionado a qualidade. É o que nós pretendemos na Ufopa. A Universidade precisa ser um vetor transformador local, regional e nacional, para isso tem que ser dadas condições internas, e é isso que estamos propondo. Nosso servidor precisa ser bem tratado, valorizado e integrado”, enfatizou Jarsen.
Por fim, o candidato expôs que tem o apoio da maioria dos institutos da Universidade, e que propõe que lá na frente, daqui a quatro anos, seja feita uma comparação do que a Ufopa era e de como estará. “Faça a comparação e escolha a chapa Evolução”, pediu o candidato.
Ordem das entrevistas
O sorteio realizado na presença de representantes dos candidatos definiu a ordem das entrevistas:
Chapa “Ufopa para Todos” – 23 de novembro
Candidato a Reitor: Edilan de Sant’Ana Quaresma
Candidata a Vice-Reitora: Carla Ramos
Chapa “Evolução: Ação Ufopa” – 24 de novembro
Candidato a Reitor: Jarsen Luís Castro Guimarães
Candidata a Vice-Reitora: Flávia Garcez da Silva
Chapa “Novos Sonhos” – 25 de novembro
Candidata a Reitora: Aldenize Ruela Xavier
Candidata a Vice-Reitora: Solange Helena Ximenes Rocha

Liked Liked