Economia libera R$ 1,4 bilhão para compra de vacinas contra a covid-19

O Ministério da Economia destinou mais R$ 1,4 bilhão no orçamento de 2021 para aquisição de vacinas contra a covid-19. O valor corresponde a um crédito suplementar à Lei Orçamentária deste ano, aberto pela Portaria nº 13.806, da Secretaria de Tesouro e Orçamento, publicada em edição extra da terça-feira (23/11) no Diário Oficial da União.

O pedido partiu do Ministério da Saúde, que busca reforçar o Plano Nacional de Imunização. Para 2022, pasta espera adquirir 340 milhões de doses. Com o recurso, a ministério poderá adquirir mais 100 milhões de unidades da vacina, necessárias para dar continuidade à campanha de vacinação contra a doença.

Segundo o governo, entre 2020 e 2021, foram atendidas solicitações de créditos adicionais para a compra de imunizantes, além de despesas conexas para a covid-19, no montante total de R$ 31 bilhões.

O crédito publicado não quebra o limite estabelecido pelo teto de gastos, nem afeta a obtenção da meta de resultado primário fixada para o atual governo, considerando que decorre da redução de outras despesas primárias.

*Estagiária sob a supervisão de Andreia Castro

Liked Liked