Inflação da Região Metropolitana de Salvador em novembro é de 1,74% e a segunda maior do país, aponta IBGE

Índice só não é maior do que o registrado em Goiás; apesar da crescente, IPCA acumulado da Região Metropolitana de Salvador segue menor que o nacional. Gasolina foi o principal motivo da alta, já que seu preço subiu 8,67%.
Cristina Boeckel/ g1
A inflação da Região Metropolitana de Salvador (RMS) segue em aceleração. Este é o quarto crescimento consecutivo do índice, que em novembro atingiu 1,47% e se tornou o segundo mais alto do país.
Preço máximo da gasolina comum na BA tem alta de 51% em novembro deste ano em relação ao mesmo mês de 2020
Segundo o IBGE, o índice registrado na RMS só não é maior que o de Goiânia (GO), que atingiu 1,86%.
Na RMS todos os nove grupos de produtos e serviços que fazem parte do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA) tiveram alta em novembro. No grupo, a gasolina foi o principal motivo da alta, já que seu preço subiu 8,67%.
Apesar do crescimento acelerado, o IPCA acumulado de janeiro a novembro de 2021 na Região Metropolitana de Salvador segue menor do que o registrado no país. Enquanto na RMS o indice atingiu 9,44%, a nível nacional o valor foi de 9,53%.
Veja mais notícias do estado no g1 Bahia.
Assista aos vídeos do g1 e TV Bahia 💻
Ouça ‘Eu Te Explico’ 🎙

Liked Liked